Agir de Deus…

Muitas vezes, quem sabe, assume a atitude daquele que ensina. Esta pode ser uma relação de poder e dominação.  Esta imagem amplia-se quando pensamos em leis morais e normas. Em seu livro, “Jesus, aproximação histórica”, José Antonio Pagola demonstra que o “objetivo de Jesus não é proporcionar aos seu vizinhos um código moral mais perfeito, mas ajudá-los a intuir como é e como age Deus, e como será o mundo  e a vida se todos agirem como ele. É isso que ele quer comunicar com sua palavra e com sua vida inteira” (p. 115).

Anúncios
Esse post foi publicado em Teologia. Bookmark o link permanente.